Notícia na comunicação social de encerramento da estação de CTT em Queluz

Comunicação UF Queluz BelasInformações úteis, Institucional

Na sequência do email que a Junta de Freguesia endereçou esta manhã ao Conselho de Administração dos CTT, recebemos já uma informação a desmentir  o veiculado hoje na comunicação social, isto é, que a notícia em causa é uma mentira, que reproduzimos.

A Junta de Freguesia lamenta, ainda, que possa existir qualquer aproveitamento, por qualquer entidade e/ou órgãos de comunicação social sobre uma situação que vai afetar populações ao longo do país e que, no caso em concreto, traz repercussões dramáticas na União das Freguesias de Queluz e Belas.

“Informação dos CTT – Desmentido ”

“Foi hoje publicada no jornal Correio da Manhã uma informação segundo a qual os CTT teriam planos para estender o processo de ajustamento da sua rede de lojas a mais 14 localizações.  Os CTT desmentem a informação, que cita um dos sindicatos representados na empresa, e lamentam a divulgação de informações falsas. Lamentam, igualmente, que o jornal responsável pela notícia não a tenha confirmado previamente junto dos CTT.

No concreto, os CTT confirmam não estarem em questão planos de ajustamento, sejam eles de transferência de serviços ou de encerramento de instalações, para nenhum dos seguintes pontos de acesso enumerados pelo referido sindicato: Ajuda (Lisboa), Agualva-Cacém, Queluz, Venda Nova, Queijas, Bobadela, São João da Talha, Castanheira do Ribatejo, Forte da Casa, Alhandra, Santa Cruz, Aguiar da Beira e Sátão.

No caso de Santa Cruz, em Coimbra, a transferência de serviços era já conhecida publicamente há semanas e foi consequência de fatores externos aos CTT, nomeadamente a não renovação do arrendamento do espaço; no caso de Almodôvar, o ponto de acesso continua em funcionamento no mesmo local sob gestão de um particular, sem qualquer descontinuidade do serviço e era também já do conhecimento público; no caso de Xabregas, os CTT podem vir a manter a sua presença através de uma nova parceria.

Os CTT lembram que o plano abrange 22 pontos de acesso, como tem sido amplamente noticiado, 16 dos quais foram já objeto de intervenção, acompanhada pela abertura de 1 nova Loja própria CTT no Porto e por 10 novos Postos de Correio explorados por parceiros.

Feitas as contas aos últimos 4 anos, a Rede de Atendimento dos CTT tem hoje mais 48 Estabelecimentos Postais: no total são 2365 Estabelecimentos Postais, dos quais 591 lojas próprias e 1774 Postos de Correio.”