“Os novos eleitos para a União das Freguesias de Queluz e Belas acabaram de tomar posse. Abre-se um novo ciclo e um momento novo da história na nossa freguesia e do poder local.

Por força da lei aprovada na Assembleia da Republica, a Vila de Belas e a Cidade de Queluz foram agregadas. Desta agregação nasceu uma nova autarquia, constituindo uma das uniões de freguesia mais populosa do pais, o que exigirá de todos nós um novo olhar. E esse olhar só pode ser feito a pensar no FUTURO destas e das próximas gerações, um futuro que lhes devolva a confiança perdida e que lhes atribua novas possibilidades de participação e a garantia de direitos fundamentais.

Os eleitos para o novo órgão executivo encontram-se motivados para enfrentar os desafios e assumir a defesa na resolução e reivindicação da resolução urgente das carências existentes nesta união de freguesias. Estão conscientes das dificuldades que resultou desta agregação feita contra a vontade das populações e dos seus eleitos.

Não obstante as dificuldades, estes eleitos vêm nesta união, uma oportunidade para gerar novos sinergias e em conjunto ultrapassar as barreiras e construir uma comunidade onde todos gostem de viver, estudar e trabalhar.

Os nossos eleitores não são números. São homens, mulheres, jovens e idosos que precisam e querem sentir a sua freguesia como um parceiro com o qual podem contar e que é capaz de lhes dar as respostas certas.

A nossa prioridade é o apoio social às famílias, aos jovens, aos mais carenciados e aos idosos mas também a promoção da Inclusão social.
Assumimos um compromisso com verdade, seriedade e vamos cumpri-lo. Vamos continuar a ouvir e a encorajar a participação de todas as entidades e da população neste projecto.
É pelas pessoas e para as pessoas que o nosso trabalho tem de ser feito. Este é o nosso caminho.

Vamos ter confiança e criar as bases para um futuro melhor para os nossos jovens, idosos, homens e mulheres que escolheram a nossa freguesia para desenvolver o seu projecto de vida.”